O Colégio Santo Agostinho do Rio de Janeiro aposta pela inovação e a qualidade educativa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

75 anos para recordar e inovar

Frei Nicolás Vigo | Provincial Dircom | O centro educacional administrado pelos agostinianos recoletos da Província de Santo Tomás de Vilanova, no Brasil, é um dos mais renomados da cidade. Esta reputação vem sendo conquistada pela qualidade educacional e pela constante inovação nas diversas áreas pedagógicas. O objetivo desta escola agostiniana recoleta é oferecer uma proposta educacional de qualidade às crianças e jovens brasileiros.

Seguindo essa linha de pensamento, o Colégio Santo Agostinho, durante a comemoração de seus 75 anos de fundação, inaugurou o Núcleo Integrado de Inovação e Gestão Escolar.

É um edifício moderno e funcional criado para este fim. Sobre isso, o diretor do centro, Frei Jesús Izaguirre, declara: «O Centro Integrado de Inovação e Gestão Escolar visa valorizar o sentimento de pertença a um determinado ambiente, compõe a identidade de toda a comunidade agostiniana. Sem dúvida, o espaço favorecerá o relacionamento interpessoal, abrirá canais de informação e participação; facilitará e fomentará um ambiente de diálogo, colaboração e autocrítica para o ensino e a aprendizagem”.

Também o agostiniano recoleto, durante sua participação na celebração dos 75º aniversário da fundação do colégio, lembrou que a inovação e a modernização tecnológica são necessárias e essenciais; já que é uma forma de atender às necessidades desta época; e, por sua vez, oferece uma educação significativa para homens e mulheres do século XXI.

Um novo prédio com uma nova proposta pedagógica

A remodelação do edifício esteve a cargo do engenheiro Edmundo Musa da empresa López Marinho. Sem dúvida, se trata de uma nova proposta que oferece um espaço confortável, agradável e funcional para a realização das tarefas de formação, que têm a ver com inovação tecnológica e criatividade humana; da mesma forma, visa oferecer um serviço administrativo de qualidade.

Este projeto não tem apenas a ver com infraestrutura, mas sim, é uma proposta pedagógica que privilegia a formação integral dos alunos; sobre isso, César Bacchim, gestor acadêmico e coordenador pedagógico do colégio, destaca que a Missão e a Identidade Agostiniana “tem se pautado na busca pela excelência educacional”.

Afirma ainda que, “ao longo dos seus 75 anos de história, o colégio tem seguido esta perspectiva. Por isso, educar significa contribuir para que os cidadãos respeitem os valores humanos e, sobretudo, para que a educação transforme as pessoas”. Da mesma forma, comenta que a excelência que se mantém no colégio é fruto de um trabalho meticuloso e constante: “A formação de equipes de professores, alunos e famílias é fruto de um trabalho educativo constante e permanente”.

Além disso, Bacchim destaca o papel inovador do colégio e o seu esforço para estar na vanguarda tecnológica: «Trabalhar com a tecnologia da informação, em constante atualização, e a formação permanente dos nossos professores, de acordo com as «Bases Pedagógicas», orientam prática acadêmica e garantia de resultados promissores”, destaca.

Da mesma forma, o professor César Augusto Goudouris, gerente de tecnologia educacional, afirma que «o colégio é uma referência em educação no Rio de Janeiro e que, nos últimos anos, o colégio tem conseguido conciliar a tradição com os resultados acadêmicos expressos na inovação e na utilização de recursos tecnológicos».

Um projeto educacional que une a mente e o coração

Outra das prioridades do Colégio Santo Agostinho que marca sua proposta educativa é a formação religiosa. A aposta é educar a mente unida ao coração. Sobre isso, Frei Didier, coordenador da pastoral, sublinha: «Em princípio, entendemos a pastoral como a alma do espaço acadêmico e formativo; onde crianças, adolescentes e jovens são chamados a perceber a graça de Deus e a descobrir o coração inquieto de santo Agostinho na busca da Verdade e no encontro com Deus, que se torna realidade quando compartilhado com os outros.

Do mesmo modo, destaca o conceito de família que marca a identidade agostiniana: «Na comunidade escolar vivemos também esse sentido de família. Portanto, a pastoral tem a função de dialogar com todas as realidades do colégio e levar a viver a palavra de Deus para não ficarmos somente com o conhecimento teórico. Se trata de educar o coração. Alcançar a unidade do ser humano na experiência compartilhada da fraternidade». Também falou da importância de apresentar um Cristo vivo e testemunhal à comunidade educativa: «Vivemos todos os valores agostinianos dando prioridade ao nome de Cristo. Levar o nome de Cristo para ser dom e presença na vida dos alunos e na comunidade educativa.

75 anos para lembrar e inovar

A celebração deste aniversário foi também propícia para relembrar os milhares de alunos, professores, gestores e religiosos que encontraram no colégio um espaço para aprender e ter a alegria de dar o melhor de si.

Portanto, comemorar os 75 anos de história foi uma oportunidade para realizar projetos de crescimento e inovação, como fez Santo Agostinho ao apresentar a comunidade educativa o Centro Integrado de Inovação e Gestão Escolar.

A bênção do Bispo Dom Jesús María Cizaurre

A bênção deste edifício, que também amplia a infraestrutura do centro, ficou a cargo de Dom Jesús María Cizaurre, Bispo de Bragança do Pará (Brasil), que após a celebração solene da Eucaristia na Paróquia de Santa Mônica, pronunciou a fórmula de consagração em no quarto andar do colégio. Dali desceu pela nova estrutura do centro, despejando água benta pelos diversos espaços do edifício até chegar ao térreo, acompanhado pelos demais religiosos, para desvelar a placa comemorativa que ficava no primeiro andar.

Sem dúvida, este importante momento ficará na história do colégio e da Província de Santo Tomás de Vilanova. Testemunhas deste importante evento foram a comunidade de religiosos que atuam no Rio de Janeiro, alguns alunos, ex-alunos, professores e pais.

É claro que a pedagogia agostiniana aplicada à formação da juventude é uma forma direta de contribuir para a transformação da sociedade. Da mesma forma, a eficácia dos agostinianos recoletos em seu trabalho educativo é demonstrada por meio da pedagogia agostiniana, que educa a mente e o coração.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
DESTACAMOS

CSA-Leblon: Dia Vocacional Missionário para o Ensino Médio

Pastoral CSA- Leblon – Os alunos do Ensino Médio participaram …

20 de outubro: Santa Madalena de Nagasaki

Padroeira da Fraternidade Secular Agostiniana Recoleta Frei Jose Roberto Mason …

Cinco ideias do Congresso sobre a Vida e a Dignidade Humana

O Centro de Espiritualidade Agostiniano Recoleta da Andaluzia realizou, de …

ARTIGOS RELACIONADAS
COMENTÁRIOS