Festa de Santa Maria Madalena – 22 de Julho

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Frei Luis Carlos Albim – O Papa Francisco elevou à categoria de festa o que antes se celebrava como memória da santa. Existe uma mistura de mito e realidade em torno da santa. Aqui colocamos o mais bíblico.

Maria Madalena (em grego: Μαρία ἡ Μαγδαληνή) é descrita no Novo Testamento como uma das discípulas mais dedicadas de Jesus Cristo. É considerada santa pelas diversas denominações cristãs e sua festa é celebrada no dia 22 de julho.

A Igreja Católica, seguindo São Gregório Magno, além de a identificar como a “pecadora” de Lucas 8:2, também a identifica como sendo a mesma Maria de Betânia, irmã de Lázaro, e celebra as “Três Marias” em uma única festa. A Igreja Ortodoxa, ao contrário, seguindo Orígenes, distingue as três figuras, celebrando três festas diferentes[2] , nomeadamente no segundo domingo após a Páscoa.

O nome de Maria Madalena a descreve como sendo natural de Magdala, cidade localizada na costa ocidental do Mar da Galileia.

Maria Madalena no Novo Testamento

Ela acreditava que Jesus Cristo realmente era o Messias. (Lucas 8:2; Lucas 11:26; Marcos 16:9). Esteve presente na crucificação e no funeral de Cristo, juntamente com Maria de Nazaré e outras mulheres. (Mateus 27:56; Marcos 15:40; Lucas 23:49; João 19:25). Apos o por do sol do dia sagrado judaico, o sábado, quando este findava, segundo o costume biblico, ela comprou certos perfumes a fim de preparar o corpo de Cristo da forma como era de costume. Permanecera na cidade durante todo o sábado, e no dia seguinte, de manhã muito cedo, “quando ainda estava escuro” foi ao sepulcro. Maria estava da parte de fora, a chorar, debruçou-se para dentro do túmulo e viu dois anjos vestidos de branco sentados onde tinha estado o corpo de Jesus, um á cabeceira e outro aos pés. Perguntaram-lhe “Mulher porque choras?” E ela respondeu “porque levaram o meu Senhor e não sei onde O puseram”, dito isto, voltou-se para trás e viu Jesus de pé, mas não O reconheceu. E Jesus disse-lhe: ” Mulher, porque choras? Quem procuras? Ela pensando que era o encarregado do Horto disse-Lhe: Senhor se foste tu que O tiraste, diz-me onde O puseste, que eu vou busca-l’O. Disse-Lhe Jesus: “Maria!” Ela aproximando-se exclamou em hebraico: ” Rabbuni!”- que quer dizer Mestre! Jesus disse-lhe; “Não me detenhas, pois ainda não subi para o Pai; mas vais ter com os meus irmãos e diz-lhes: “Subo para O meu Pai que é vosso Pai, para O meu Deus que é vosso Deus” :Maria Madalena foi e anunciou aos discípulos: “Vi o Senhor!” E contou o que Ele lhe tinha dito. (João 20:18; Mateus 28:1-10; Marcos 16:1-11; Lucas 24:1-10; João 20:1-2). Nada mais se sabe sobre ela a partir da leitura dos evangelhos canónicos.

Em Lucas 8:2, faz-se menção, pela primeira vez, de “Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios”. Não há qualquer fundamento bíblico para considerá-la como a prostituta arrependida dos pecados que pediu perdão a Cristo; também não há nenhuma menção de que tenha sido prostituta.[3] [4] Este episódio é frequentemente identificado com o relato de “Maria aos pés de Jesus” em Lucas, ainda que não seja referido o nome da mulher em causa.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
DESTACAMOS

CSA-Leblon: Dia Vocacional Missionário para o Ensino Médio

Pastoral CSA- Leblon – Os alunos do Ensino Médio participaram …

20 de outubro: Santa Madalena de Nagasaki

Padroeira da Fraternidade Secular Agostiniana Recoleta Frei Jose Roberto Mason …

Cinco ideias do Congresso sobre a Vida e a Dignidade Humana

O Centro de Espiritualidade Agostiniano Recoleta da Andaluzia realizou, de …

ARTIGOS RELACIONADAS
COMENTÁRIOS