O prior provincial pede aos religiosos para responderem com prudência e solidariedade diante da pandemia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Frei Miguel Ángel Hernández dirigiu-se aos religiosos para comemorar Santa Rita de Cássia

Fr. Nicolás Vigo | O agostiniano recoleto dirigiu aos religiosos da Província de Santo Tomás de Vilanova, desde o Brasil por meio de uma circular interna.

Nela, o religioso exortou os frades a serem prudentes e a seguirem cuidando de suas comunidades para não se infectar com o vírus da Covid-19: “o primeiro lugar, fazer um alerta à prudência, para que sigamos cuidando-nos e protegendo-nos, pois dessa maneira estaremos protegendo e cuidando dos demais, especialmente dos que vivem na nossa comunidade”. Assim mesmo, lamenta que muitos religiosos se contagiaram do vírus e que, muitos deles perderam seus familiares.

Lições que nos dá a pandemia

Diante da realidade, o prior provincial, enumerou algumas lições que nos deixa neste tempo:

1. Que devemos continuar atentos, intensificar as precauções e não baixar a guarda.

2. Que devemos dar exemplo: somos pessoas públicas, e as nossas palavras e atitudes tem repercussão em muitas pessoas. Animemos e exortemos ao “rebanho” que o Senhor nos confiou, a que siga cuidando-se, a cumprir as normas sanitárias de cada país e acompanhemos seu cansaço e desânimo pelos meios ao nosso alcance, contagiando esperança e transmitindo consolo e paz.

3.- Que devemos animar as pessoas, como fez o Papa Francisco, a receber a vacina.

4.- Que este prolongado ano de distanciamento e certa reclusão tem nos ensinado que existem outras janelas pelas quais podemos assomar-nos e comunicar-nos com o mundo.

5.- “Combate à fome” ou “às filas da fome”, são algumas das expressões que se usam nos distintos países para falar da situação preocupante vivida por muitos dos nossos irmãos que perderam seu trabalho ou que tiveram que fechar seu próprio negócio. É aí que deveriam nos encontrar. Essa deve ser uma das nossas prioridades e preocupações neste momento: ver, a partir dos nossos ministérios, o que podemos fazer por aqueles que não têm o que levar à boca.

Ademais, recordou que a Província está contribuindo com campanhas para combater a fome, e quero convidar as Vigararias a que também sejam sensíveis e somem força nesta tarefa de mitigar o impacto desta crise social em suas respectivas áreas; igualmente, não esquecendo que ARCORES está aí para canalizar todo o tipo de ajuda durante a pandemia.

O exemplo de Santa Rita

Desta maneira, o agostiniano recoleto convidou aos religiosos a olharem o exemplo da santa, patrona das causas impossíveis: “A proximidade da festa de Santa Rita de Cássia me leva a propor à santa dos impossíveis, como referência para adaptação e aceitação das mudanças que ocorrem na vida, em situações de tribulação e sofrimento.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
DESTACAMOS

Dia dos Avós e dos Idosos

Frei Sérgio Sambl  – No último domingo de julho, dia …

Festa de Santa Maria Madalena – 22 de Julho

Frei Luis Carlos Albim – O Papa Francisco elevou à …

Tatuagens e vocação

Site da Ordem – O religioso agostiniano recoleto Alfonso Lomeli …

ARTIGOS RELACIONADAS

Tatuagens e vocação

Site da Ordem – O religioso agostiniano recoleto Alfonso Lomeli está realizando o mês de preparação para a profissão solene.…

COMENTÁRIOS