“São José é uma referência de disponibilidade e confiança em Deus”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

|Site da Ordem| O Prior geral enviou uma mensagem por ocasião da festa de São José, na qual destaca a importância de sua figura para a Ordem como Protetor.

Desde 1669, a Ordem dos Agostinianos Recoletos venera São José como seu Protetor. A celebração da sua festa no dia 19 de março é relevante, este ano ainda mais pelas circunstâncias vividas e pela celebração do Ano de São José. Por tudo isso, o prior geral, Miguel Miró, enviou uma mensagem a toda a família agostiniana recoleta, recordando o exemplo de vida do esposo de Maria para os religiosos e os leigos. No dia da sua festa, Miró pediu para recorrer ao Protetor da Igreja Universal “para que o Senhor, por sua intercessão, suscite esperança e alegria em nossos corações e em nossas comunidades”.

Na sua mensagem, o Prior geral recordou a Carta Apostólica Patris Corde que o Papa Francisco apresentou no dia 8 de dezembro e na qual convocou o ano dedicado a São José de 2021 por ocasião do 150º aniversário da declaração de São José padroeiro do Igreja universal. «O Papa apresenta São José como um pai amado, um pai de ternura, um pai obediente e acolhedor, um pai de coragem criativa, um trabalhador e, por fim, um pai nas sombras», afirma.

São José é, segundo Frei Miguel Miró, “para todos nós uma referência de disponibilidade e confiança em Deus”. Ele afirma que “com sua vida simples e sua fidelidade eleva nosso ânimo e fortalece nossa esperança”. Ao mesmo tempo, pediu no documento que tomemos como referência o Patriarca “para saber ver com a fé tudo o que se passa nos nossos corações”. Neste sentido, recordou «cada um dos irmãos e irmãs que partiram para a casa do Pai, vítimas desta pandemia», bem como todos os religiosos e leigos da família agostiniana recoleta que “viveram este tempo pela fé”

Agradeceu os esforços de todos aqueles que “souberam suportar com paciência as dificuldades e privações”, “que cuidaram de não se contaminar” e aqueles que “procuraram servir e ajudar”.

Protetor da Ordem dos Agostinianos Recoletos

Frei Miguel Miró também alude em sua mensagem ao ano de 1650, quando a Ordem passou a celebrar solenemente em 19 de março, e a 1669, quando o esposo de Maria foi declarado protetor da Ordem. Da mesma forma, fez menção ao agostiniano recoleto Gabriel de la Concepción, que como prior geral introduziu o canto de Ioseph. “Entre os recoletos do primeiro período, a devoção a São José era antes de tudo algo pessoal”, diz.

A devoção ao Protetor da Ordem estendeu-se desde o início, chegando até os nossos dias. O prior geral indica que “todos nós conhecemos irmãos e irmãs que se distinguiram pela devoção ao Santo Patriarca, meditando sobre as suas dores e alegrias e pedindo a sua proteção nos perigos e nas necessidades”. Por isso pediu sua intercessão pelo 56º Capítulo Geral, que a Ordem dos Agostinianos Recoletos celebrará a partir de 1º de março de 2022.

Por fim, Frei Miguel Miró anunciou a bênção no dia 19 de março de 2021 da nova comunidade dedicada a São José em Madrid, que será um lugar de estudo, comunhão e solidariedade. A nova casa, dependente da Cúria geral, será a residência dos religiosos que até agora se encontravam na casa de San Ezequiel Moreno. Na parte inferior estarão localizadas as sedes da Rede Internacional de Solidariedade Agustiniana Recoleta ARCORES, o Editorial Augustinus e a Assessoria de Comunicação da Ordem.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
DESTACAMOS

CSA-Leblon: Dia Vocacional Missionário para o Ensino Médio

Pastoral CSA- Leblon – Os alunos do Ensino Médio participaram …

20 de outubro: Santa Madalena de Nagasaki

Padroeira da Fraternidade Secular Agostiniana Recoleta Frei Jose Roberto Mason …

Cinco ideias do Congresso sobre a Vida e a Dignidade Humana

O Centro de Espiritualidade Agostiniano Recoleta da Andaluzia realizou, de …

ARTIGOS RELACIONADAS
COMENTÁRIOS