Movendo Corações, Transformando Vidas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

ARCORES Brasil: Marajó

|Frei Tiago Coelho| Com o espírito próprio do tempo da quaresma realizamos três encontros solidários (“lives”) em favor de 419 famílias que atualmente são assistidas pelo braço social de nossa Ordem dos Agostinianos Recoletos – Província Santo Tomás de Vilanova em nossas três comunidades presentes na Prelazia do Marajó: (1) A Paróquia de Sant’Ana (Breves-PA) assiste a 172 crianças através de dois projetos, o Projeto Estrela com 62 crianças, e o Projeto Amanhecer Feliz que atende a 110 crianças; (2) a Paróquia Nossa Senhora da Luz (Portel-PA) atende a 191 crianças. (3) A Paróquia Nossa Senhora da Conceição atende a 56 crianças.

O objetivo dos três encontros foi, primeiramente, dar a conhecer a missão dos frades na Prelazia do Marajó e a ação social desenvolvida desde 2003, e ao dar  visibilidade, buscar incentivar doações e o apadrinhamento de crianças. O primeiro encontro contou com a presença de Frei Simão Puertas (OAR), que é o presidente da ARCORES e com René, um dos membros da equipe administrativa e gestora da ARCORES Brasil. Ambos expuseram a necessidade de divulgar as obras sociais OAR no Marajó assim como incentivar também o serviço de voluntariado, que está na essência das iniciativas. O segundo encontro foi com nosso bispo emérito da Prelazia do Marajó junto com o professor Agenor Sarraf (UFPA), que é um estudioso da Igreja na Amazonia, especialmente da OAR no Marajó.

O terceiro encontro contou com a presença de três irmãos Recoletos que levam consigo a experiência do Marajó: Sergio, Juan Manuel e José Manuel. Eles puderam compartilhar suas “experiências em primeira pessoa”. A OAR está presente na Igreja Marajoara desde sua criação em 1928. Observa-se que desde nossos primeiros missionários Recoletos algumas necessidades pastorais e sociais prevalecem, apesar do tempo, e que de igual modo o compromisso de nossa Ordem acompanha o povo em suas lutas e sofrimentos políticos e econômicos. Em 2017, com Haren Alde se convertendo em ARCORES, focou-se ainda mais na urgência de se criar pontes, ou meios, que interliguem iniciativas em favor do desenvolvimento da sociedade, começando pela comunidade católica. Assim, nas palavras de Frei Simão:

“ARCORES é um projeto que nasce do desejo de toda a família Agostiniana Recoleta para poder revitalizar nosso compromisso social, presente em 22 países. “AR”, de Agostinianos Recoletos; somos muito ricos por diversas culturas, países, pessoas. “CORE”, vem de “coração” (no latim) com dois significados que expressam duas coisas: solidariedade e pluralidade, por isso a letra “S”. um projeto que pretende acolher todas as riquezas e pluralidades focando no bem do povo de Deus.”


A imagem dessa rede de solidariedade que conformamos toda a família Agostiniana Recoleta é uma soma de pontinhos que vão construindo aos poucos esse processo que converge em um só coração. Cada pontinho desse representa cada um de nós, presentes em tantos lugares diferentes. Mas que quando vamos trabalhando unidos, vamos formando esse coração agostiniano. Trata-se de um itinerário expressado no lema: “Movendo corações, transformando vidas”.

É um projeto de identidade católica Agostiniano Recoleto. Queremos nos comprometer com um mundo melhor desde o que somos: católicos agostinianos Recoletos, e desde a realidade palpável onde estamos. Ninguém melhor que os próprios marajoaras que servem a Igreja Marajoara para saber quais as necessidades do Marajó. Trata-se de um trabalho em rede, de traçar estratégias comuns.


Privilegiamos, especialmente, a força incrível e a promoção do voluntariado.  Por sermos seguidores de Jesus temos muitos dons e capacidades para nos comprometer de forma voluntária e poder criar um mundo realmente melhor, e do qual nos sentimos orgulhosos. Trata-se de oferecer o melhor de nós.

Com a colaboração de todos, foram arrecadados R$ 1.905,00 entre os três encontros on-line. Resta-nos agradecer a Deus por tantos irmãos leigos e consagrados que se desdobram promovendo ações que visam a população mais carente do Marajó com iniciativas tomadas através de diversos ministérios de nossa Ordem: colégios, paróquias e seminários. Diga-se o mesmo de nossos grupos e movimentos como as JAR, fraternidades e Mães Mônicas. Que, entre toda nossa família Agostiniana, possamos dar a conhecer também nossas ações sociais juntamente da Evangelização e catequese do povo marajoara

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
DESTACAMOS

FAMÍLIA AGOSTINIANA RECOLETA NO BRASIL PROMOVE LIVE VOCACIONAL

“Todos eles, unânimes, perseveravam em oração e súplicas.” (Atos dos …

A Equipe de Revitalização da Ordem avalia seu trabalho e traça planos para o ano de 2022

Frei  Bruno N. D’Andrea | Roma | A Equipe de …

JAR PORTEL: 18 ANOS DE HISTÓRIA

Mabel Albuquerque – Em meados de 2002, no município de …

ARTÍCULOS RELACIONADOS
COMENTARIOS