Agostinianos Recoletos
  • Home
  • Venezuela
  • Cardeal Baltazar nomeia frei Eddy Omar Polo membro da comissão nacional da beatificação do Venerável Dr. José Gregorio
Venezuela

Cardeal Baltazar nomeia frei Eddy Omar Polo membro da comissão nacional da beatificação do Venerável Dr. José Gregorio

Frei Roberto Mason | Venezuela está alegre e igualmente está grande parte da América Latina porque depois de 70 anos José Gregorio Hernánedez Cisneros se tornará o primeiro leigo deste país a ser beatificado.


Alegre também está a família agostiniana recoleta: O Cardeal Baltazar Porras nomeou frei Eddy Omar Polo de los Ángeles membro da comissão nacional da beatificação de José Gregorio Hernández.


Junto aos representantes de todas as Arqui/Dioceses da Venezuela, os membros da comissão nacional são os responsáveis pelas diferentes atividades e das informações que serão difundidas antes, durante e depois da beatificação. Neste sentido, seguirão um programa para manter a unidade e os canais informativos, de difusão, formação e celebração. A Arquidiocese de Caracas se encargará de publicar os nomes da comissão. Cada diocese e instituição fará o mesmo.


Em sua mensagem de agradecimento, frei Eddy Omar Polo agradeceu a Deus pela santidade do Dr. José Gregorio Hernández Cisneros e afirmou que “sua intercessão nos fortalece na esperança e dá testemunho de vida exemplar a partir do Evangelho”.


O Cardeal Baltazar Porras disse que está pendente a cerimônia de beatificação e que talvez seja realizada no primeiro trimestre de 2021 na Venezuela caso a situação política e da emergência por causa do coronavírus não impeça.


A missa de ação de graças pela beatificação do Dr. José Gregorio Hernández foi presidida pelo Cardeal na cerimônia realizada no sábado, 20 de junho, às 10 da manhã em Caracas. O Cardeal lembrou a honra que é para Venezuela tê-lo como venezuelano exemplar.


O Venerável José Gregorio Hernández Cisneros é um exemplo de vida para todos os venezuelanos e em específico para os jovens: José Gregorio foi um estudante extraordinário, trabalhador, gostava de música e de dançar. Médico por profissão e misericordioso por missão, uma fé viva sempre o acompanhava: para ele a medicina era uma missão, sobretudo para os mais necessitados. Com frequência comprava remédios para seus pacientes e em lugar de pedir dinheiro pela consulta, ele é quem dava dinheiro para seus pacientes pobres. Sua dedicação incansável aos mais necessitados e pobres lhe concede o título de “médico dos pobres”.


As autoridades católicas em Venezuela, junto com os fiéis de todo o país, trabalharam arduamente pela causa em levar José Gregorio Hernández aos altares. Em 1986 lograram um primeiro passo, quando o então Papa João Paulo II o declarou “venerável”.

O ritmo do processo para a beatificação se acelerou na última década e no início deste ano de 2020 se deu o passo que faltava para a aprovação da beatificação, quando a comissão de médicos da Congregação para a Causa dos Santos no Vaticano reconheceu um milagre deste venezuelano leigo.


Em plenária dos Cardeais celebrada em Roma no dia 16 de março de 2020 foi aprovada a beatificação do Dr. José Gregorio Hernández, cujo falecimento acidental ocorreu no dia 29 de junho de 1919. Morto neste mundo corporal, vivo para sempre no Reino dos Céus.

Noticias Relacionadas

Calendario del Tiempo de Adviento 2019 – Segunda Semana

Roberto Mason

Profetas do Reino em tempos de coronavírus

Roberto Mason

El Prior provincial saluda a los religiosos por la fiesta de Santo Tomás de Villanueva y el aniversario del 36° Capitulo provincial

Nicolás Vigo

Entrega de la parroquia Nuestra Señora de Lourdes – Tía Juana, Zulia

Roberto Mason

El Cardenal Baltazar Porras, nombrado hermano general de los Agustinos Recoletos

Roberto Mason

La provincia Santo Tomás de Villanueva estrena su marca digital

Nicolás Vigo

Deja un comentario